Jantar ideal para quando o tempo é curto…

Felizmente todos os dias são diferentes! E se há uns em que o tempo e a inspiração andam de braços dados, outros há em que os dois andam de costas viradas… Por isso para dias (ou noites, melhor dizendo!) como ontem, nada melhor do que usar este “duo” perfeito! Uma sopa de brócolos a fazer, porque era dia se fazer sopa cá por casa, e ao mesmo tempo preparar uma salada super fácil, prática e económica! 😉IMG_7502

Depois de os legumes lavados e partidos para dentro da Bimby, hora de fazer a salada:

  • Sobras de massa espiral da noite anterior
  • alguns tomates cherry
  • 2 ovos cozidos (e triturados na Bimby antes de a colocar a sopa a fazer…)
  • 1 pêra abacate
  • 1 lata de atum ao natural

E no fim tudo temperado com um fio de azeite! 😉

IMG_20150924_134257720

Da sopa tenho a acrescentar que era uma sopa que nunca tinha feito… Confesso! E nem sei dizer porquê, pois cá em casa os brócolos não são “inimigos”, simplesmente nunca tinha pensado colocá-los numa sopa…! Mas de tanto ouvir falar neste sopa, nos últimos tempos, ontem foi o dia! E resultado?? Perfeito!! 😉 Super aprovada, pela filha (4 anos)  e pelo pai! 😉 E uma das grandes vantagens de se ter sempre sopa em casa, é o facto de uma vez feita dá para mais dias da semana, ou seja não é necessário estarmos a fazer todos os dias!! 😉 E quem é seguido por mim em Nutrição, sabe como sou uma mega fã de sopa! Por isso hoje seguimos com sopa de brócolos para ser seguida do arroz de peixe que vou fazer! Hoje sim a inspiração e o tempo estão de braços dados! 😉

Boas inspirações, pode ser que vá a tempo de ajudar alguém no jantar hoje! 😉

Cumprimentos nutricionalmente saudáveis!:)

Sopa de Endívias

Mais uma receita da nossa Chef!;) Uma sopa diferente, que à primeira vista pode tirar a vontade a muita gente, mas usando as palavras da nossa própria Chef…  “Enfim, é óptima, leve e diferente para quando já não se pode ver a clássica sopa de legumes à frente.” 😉 Sim porque recordem-se que a nossa Chef faz parte do meu programa de emagrecimento… e no final ainda a convenço a meter uma foto do antes e depois como já referia aqui…já vamos em 9,1kg! 😉
Deixo também mais uma nota que me parece importante, vinda da nossa Chef para mim, mas que vou partilhar:  “Elas são meio amargas e não garanto que a sopa não fique com o travo… depende das endívias mesmo, mas o cravinho e o louro cortam muito o amargo.”
Sopa de endívias
1 batata grande ou 2 ou 3 pequenas/médias
4 endívias médias
1 cebola
1 dente de alho
água ou caldo de galinha/vegetais
azeite
2 folhas de louro
1 cravinho da Índia
sal e pimenta a gosto
Depois de descascar a cebola, o alho e a batata e de lavar as endívias, cortar tudo em pedaços bem pequenos. Numa panela colocar um fio de azeite e muito rapidamente deixar saltear tudo ao de leve. As batatas e as endívias soltam alguma água, por isso nunca chega a fritar. Juntar o louro, o cravinho da Índia, o sal e a pimenta e cobrir com água/caldo quente. Tapar a panela e deixar cozer em lume brando durante cerca de 30 minutos.
Após a cozedura, retirar o cravinho da Índia e o louro e triturar tudo com uma varinha mágica. Rectificar o sal e a pimenta e está pronta a servir! A versão normal tem uma colher de sopa de natas por prato, mas fica óptima sem nada disso… e a Ana Banza agradece!
Alguém se vai aventurar neste sopa diferente? 😉

Creme de Brócolos

Hoje tinha mais uma sugestão da nossa Chef à espera de saltar para o blog!;) Um dia ainda deixo um desafio á nossa Chef, para apresentar duas fotos do antes e depois de iniciarmos o nosso programa para vos apresentar…. Sim que ela continua nas minhas mãos nutricionais!!;) eheh

Creme de brócolos:

Ingredientes
1 colher de sopa de azeite
1 chalota em cubinhos
2 dentes de alho picadinhos
2-3 chávenas de brócolos
1/4 chávena de pistachios, tostados
2-3 chávenas de agua ou caldo de vegetais
1/4 chávena de leite de coco (ou de outro leite a sua escolha)
1 sálpico de vinho branco (ou de vinagre branco)
sal e pimenta a gosto
Modo de Preparo:
Numa panela, saltear a chalota e os alhos no azeite com um bocadinho de sal. Este passo pode ser saltado para uma versão mais saudável ou o salteado pode ser muito rápido para não deixar fritar a chalota. Adicionar o sálpico de vinho branco e os brócolos e deixar cozer por um minuto ou dois, ate que estejam com uma cor bem verde mas não cozidos. Adicionar os pistachios e a agua ou o caldo e deixar cozer mais uns minutos.
Com a varinha magica ou num liquidificador, reduzir a sopa a creme. Provar e rectificar o tempero. Adicionar o leite de coco.
Voltar a ligar o lume, brando, apenas por mais uns minutos.
Nota: os pistachios devem ser comprados crus e sem sal. Antes de começar a sopa, devem ser tostados numa frigideira sem gordura em lume branco apenas por alguns minutos e mexendo sempre para não queimarem.
Reparem como já há automaticamente o cuidado em transformar receitas em modo saudável!;)
Alguém se atreve a experimentar? 😉 Eu fiquei com vontade!
Para terminar… recordam-se do caso que vos apresentei ontem?… Tal como prometido aqui fica o resultado:
em menos de 4 meses, perdemos 10,6kg!;) E unicamente aprendendo a comer de forma saudável com a ajuda de caminhadas e natação 1 vez por semana!;) Nada de comprimidos milagrosos que tanto luto para mostrar a verdade enganosa destes!!
429400_185520188225259_1184338546_n
Por isso sim, é perfeitamente possível perder peso de forma saudável! Necessitamos sobretudo destes 3 ingredientes:
– força de vontade
– dedicação, qualquer desporto (uma simples caminhada serve!)
…..e de uma nutricionista!;)

Uma boa receita para quem leva almoço para o trabalho!;)

“Tal como é importante termos produtos de qualidade quando cozinhamos, os utensílios que usamos também podem fazer a diferença” Utilizei esta frase da nossa Chef do blog, pois é uma grande verdade!!;) E hoje em dia conseguimos encontrar utensílios muito bons, por vezes pode custar por serem mais caros, mas na verdade é que compensam com o que ganhamos na saúde, e como no caso desta receita, poupamos no uso de qualquer tipo de gordura, que simplesmente não se justifica o uso! 😉  Fica a sugestão!:)
Frigideira meio wok da Le Creuset
(claro que para quem não tem uma frigideira destas, pode fazer a receita na mesma, utilizando um pouco de azeite)
F6086D40-95C4-46D5-A4A9-2439EC19C7BE
Ingredientes:
250g de carne de frango picada
1 cebola
alho em pó
1 pimento vermelho
1/2 courgette (ou 1 se for pequena)
2 cenouras medias
2 tomates
ervas aromáticas a gosto
sal e pimenta a gosto
Aquecer a frigideira anti aderente sem gordura por alguns minutos e juntar a cebola picada e logo de seguida a carne. Deixar cozinhar um pouco e juntar o tomate (sem pele) também picadinho. De seguida juntar as cenouras raladas que começam logo a largar o seu sumo e a cozer a carne. Adicionar a courgette e o pimento cortados aos cubos e deixar cozinhar. Juntar sal, alho em pó, ervas aromáticas e pimenta preta moida na hora a gosto. Eu gosto muito de uma mistura de ervas italianas (orgãos, manjericão, cebolinho, tomilho) mas aqui acho que vai muito ao gosto de cada um. Deixar cozer ate o pimento e a courgette estarem macios mas não a desfazer.
E uma receita simples, muito rápida e saudável!
E eu concordo inteiramente com a nossa Chef!:)
Se alguém experimentar, volte para comentar!!;)
Cumprimentos nutricionalmente saudáveis!

Salmão

Eu estou no meio do frio, em pleno Inverno, mas bem sei que por esses lados o calor decidiu apertar contra todas as previsões anunciadas… Por isso aqui segue mais uma receita da nossa “Chef” 😉 que como ele disse  “Sabe lindamente com este tempo mais quente aqui da Europa!”
salma?o antes
Ingredientes:
– filete de salmão sem espinhas nem pele (fica melhor que a posta)
– 1 cebola ou 1 chalota pequena picada
– coentros picados
– ervas italianas secas (oregãos, majericão, cebolinho, etc.)
– raspa de um limão
– sal e pimenta preta
– azeite
Pré-aquecer o forno a 125ºC.  Num pirex colocar os filetes de salmão, sem ser preciso colocar nenhuma gordura. Numa tigela misturar a cebola ou a chalota, os coentros, as ervas, a raspa do limão, sal e pimenta preta moída na hora e um fio de azeite para ligar tudo. Mexer bem e cobrir as postas com esta mistura. Levar ao forno por 30 minutos (ou até o peixe estar assado).
No caso, acompanhei o peixe com espinafres salteados e salada de tomate e rabanete. Mas fica bem com uma salada com verdes, cenoura ralada, beterraba,… aqui entra a criatividade. Para quem pode, uma batatinha ou uma colher de arroz também não fica mal. Mas neste tempo, sinceramente, a salada em qualquer das suas versões, é o que fica melhor!
Quem quer experimentar? 😉 Se experimentarem venham deixar a opinião ok? 🙂 Eu também vou experimentar este com certeza, até porque nesta terra de carne (sobretudo Vaca!!!) um dos poucos peixes que temos acesso e que é minimamente aceitável é o salmão!;)
Bons cozinhados!:)
salma?o depois

Bebida para desintoxicar

1003432_410487669066240_1909718849_n

Sugestão de bebida desintoxicante, zero calorias que acelera o metabolismo ajudando a perder peso . Super refrescante para dias quentes !Água
Gelo
Limão
Maçã
Canela

Fazer e deixar no frio. Só tem de cortar as frutas e colocar dentro da água com o gelo.

Como muitas vezes me perguntam a minha opinião sobre dietas e bebidas de desintoxicação, aqui deixo hoje uma sugestão! 😉 Não é minha, foi tirada da net, mas aprovo. As dietas e bebidas desintoxicantes, fazem sentido e são boas sim, quando feitas dentro de um plano alimentar saudável, nunca como um modo de vida alimentar!! 😉 E sempre que sejam assim, com ingredientes naturais, como as frutas e legumes que são os melhores aliádos para limpar o nosso organismo!;)
Com o calor que finalmente parece ter chegado a Portugal, aqui fica uma boa ideia para refrescar!!;)

Novidade… Temos uma “Chef”

😉 Muitos de vocês que me acompanham desse lado, já sabem que o facto de ser nutricionista, não é sinónimo de gostar de cozinhar… Infelizmente! E muitas das vezes sofro do mesmo “problema” que vocês, falta de ideias para variar os pratos! Felizmente das boas relações que gosto de manter com as pessoas que sigo, surgem boas surpresas e soluções… Assim sendo, lancei o desafio à Ana que sigo desde o inicio do ano!:) Já que ela gostava de me “mostrar” as suas ideias culinárias, para ver se as aprovava ou não… porque não partilhar com vocês aqui no blog? 😉 Isto porque a Ana gosta de cozinhar, é daquelas pessoas que eu “invejo” (no bom sentido!!) que sentem prazer em estar na cozinha em fazer tanto refeições complexas como simples!;) Por isso a partir de agora teremos mais receitas neste cantinho!!;) Pedi à Ana a receita… tudo o resto foi ela que quis escrever e não achei correto não partilhar com vocês, não é de todo um “comentário comprado para me publicitar!!!” atenção!:P

Beringela e Romã

 Screen Shot 2013-06-09 at 8.19.38 PM

Sou acompanhada pela Ana Banza desde o início deste ano, quando os números que a balança mostrava começaram a ser bem mais do que eu poderia considerar demais. Entretanto já lá vão quase dez quilos e umas roupas que já não servem… e, para além disso, uma criatividade na cozinha capaz de satisfazer o paladar sem pesar na consciência.

Eu gosto de comer, muito mesmo. E, apesar de até achar que já fazia muita coisa bem, o meu maior problema sempre foi a frequência com que se deve comer. E isso, é uma questão de hábito. Agora, o maior medo que surge quando uma pessoa que tem o prazer de comer inicia uma dieta é a falta que algumas coisas podem fazer. É aqui que entra a talentosa Ana Banza que nos ensina que comer bem é comer de tudo e, com tal, nunca temos muito tempo para sentir muito a falta de algo.

Para além de comer, gosto muito de cozinhar. No início da dieta, dava por mim a fazer na mesma o bolinho ocasional mas levava para uma festa ou para um jantar… assim não perdia totalmente os dois prazeres. Depois do meu primeiro mês de desintoxicação, comecei a poder comer mais coisas e a dar largas à imaginação. Há coisas que faço que parecem magia… até já uma pizza sem massa fiz, mas isso fica para outro dia. Hoje, partilho a receita que a Ana escolheu para ser a primeira: Beringela no forno com romã!

A receita é do famoso chefe Yotam Ottolenghi que eu fiquei a conhecer num supper club a que fui aqui em Amesterdão (sim, que faz dieta com a Ana Banza come bem e também janta fora!). Ele tem um livro de receitas vegetarianas ótimas que recomendo a toda a gente. Fica então esta receita retirada do livro Plenty.

Ingredientes para 4 pessoas:

  • 2 beringelas cortadas ao meio, com o pé (para ficar bonito)
  • 75ml azeite
  • tomilho fresco
  • sal e pimenta preta moída na hora
  • 1 romã
  • 1 pitada de za’atar

molho

  • 100g de iogurte grego
  • 140ml de leitelho*
  • 1 1/2 colher de sopa de azeite
  • 1 alho pequeno esmagado
  • sal

Preaqueça o forno a 200ºC. Lave as beringelas e corte-as em dois, deixando o pé para ficar mais bonito. Faça alguns cortes na diagonal, tendo cuidado para não furar a pele. Repita o processo perpendicularmente, de modo a ficar com um desenho de losangos. Coloque as beringelas com a casca para baixo dentro de um pirex ou num tabuleiro de ir ao forno e pincele-as com o azeite até que estas o absorvam na totalidade. Tempera-as com o sal, a pimenta e o tomilho e leve ao forno por 35-40 minutos, até que a carne das beringelas esteja macia e com uma cor mais dourada.

Enquanto as beringelas estão no forno, prepare o molho. Misture todos os ingredientes e bata bem. Verifique os temperos e deixe no frio até servir. Parta a romã em dois e separe as sementes com cuidado.

Para servir, coloque as metades das beringelas num prato, cubra generosamente com o molho, as sementes da romã e por fim adicione uma pitada de za’atar e um fio mínimo de azeite. Se não encontrar za’atar, substitua por tomilho em pó. Esta receita também serve de prato principal, se acompanhada de uma boa salada. Neste caso, sirva uma beringela por pessoa.

* o leitelho pode ser feito adicionando uma colher de sopa de sumo de limão ou de vinagre branco a 1 chávena de leite. É só deixar ficar os dois por cinco minutos que se forma o leitelho.

De novo eu, Ana Banza a escrever :), agora espero as vossas opiniões!!;)

Crumble de Couve Flor

Não se deixem enganar pelo nome “couve flor”… Esta receita é um bom exemplo de como se pode tornar um “simples” (e rico) legume em algo bastante apetecível! 😉

Confesso que ainda não experimentei, mas em breve experimento… Esta receita tem um história por trás. Há uns tempos lancei um desafio à autora deste blog:  http://madamexicaras.blogspot.pt/ 

Uma receita simples e prática para se fazer e que sobretudo seja saudável… O resultado é este:

IMG_9076

Receita Crumble de Couve-flor
1 kg de Couve Flor
300 gr de Cogumelos frescos laminados
3 colheres de sopa de Pão Ralado
1 colher de sopa de Queijo parmesão ralado
1 colher de café de Salsa em pó
1 colher de café de Óregãos
Sal e Pimenta q.b
Azeite q.b.

1. Pré-aqueça o forno a 180º. Corte a couve-flor aos bocadinhos e coza em água durante 5 minutos. Tempere apenas com sal.

2. Salteie os cogumelos com um fio de azeite e tempere com sal e pimenta.
3. Num tabuleiro de forno, coloque os cogumelos e por cima deite a couve-flor cozida.
4. Numa taça, misture o pão ralado com a salsa, os óregãos e o queijo. Polvilhe a couve-flor e leve ao forno até dourar.
Não deixem de visitar este blog, receitas de ótimo aspeto, para o dia à dia, para dias de festa, para almoço, para jantar, para lanchar… Enfim receitas feitas pelas mãos de quem tem o prazer de cozinhar!:)

Frango no forno

Hoje venho deixar uma receita para o fim de semana! 😉 Esta receita adaptei do blog de recitas da Joana Roque. É uma receita prática, fácil e rápida que não nos tira muito tempo para a preparar!;)

DSCN2567

Ingredientes

Frango partido aos pedaços
2 tomates médios (como não tinha, usei tomate de lata, partido aos bocados)
1/2  limão
2 alhos
Sal q.b.
Azeite q.b.
100ml de vinho branco
(1 colher de sopa de oregãos – não usei porque não tinha)
Preparação

Num tabuleiro coloque o frango, o tomate, os alhos partidos ao meio e a metade do limão. Temperar com sal, oregãos (caso use), um fio de azeite e regue com o vinho branco. Leve ao forno pré aquecido a 180ºC e deixe cozinhar cerca de 40 minutos.

Pode servir com uma salada, ou com arroz, esparguete ou umas batatinhas que pode colocar no tabuleiro junto com o frango… conforme a “fase da reeducação” alimentar em que estiver! 😉
Cá por casa eu e a minha filha comemos com arroz branco.

Uma nota, como só tinha em casa peitos de frango, parti em tiras pequenas, mas no entanto ficou um pouco seco, ao que aconselho mesmo a fazer com o frango partido aos bocados, ou só com pernas de frango por exemplo! 😉 Para a próxima, que vai haver, farei assim! 😉

Espero que gostem, se alguém experimentar a receita, partilhe comigo o resultado / opinião! 🙂

Um bom fim de semana…. nutricionalmente saudável!!;)

Sopa

Simples e sem segredos! 😉

Considero que dentro da culinária a sopa é talvez das coisas mais simples de se fazer. Podemos puxar pela imaginação sem grande perigo que  a mistura de legumes saia mal! 😉

E porque hoje é Domingo e desde do tempo  em que vivia na casa dos meus pais, associava o domingo ao dia de se fazer sopa para a semana, hoje lembrei-me de vir falar deste “prato” tão rico nutricionalmente e tão simples de se fazer! E para quem ache que dá trabalho descascar os legumes todos etc, hoje em dia já há em qualquer supermercado pacotes de legumes prontos a entrarem para a panela! E misturar pacotes? 😉 Não há desculpa para não se ter sempre uma sopa diferente em casa hoje em dia! 😉
Muitas vezes as pessoas perguntam-me como deve ser feita a sopa, ou questionam-me se a sopa pode ter isto, ou aquilo, e sobretudo se pode ter batata… Aos mais atentos, já respondi a esta questão, há vários substitutos da batata na sopa como a courgette por exemplo, mas dizer que para fazer uma dieta a pessoa precisa de tirar a batata da sopa, não! Algumas pessoas talvez precisem de diminuir sim a quantidade de batata que colocam.

A sopa cá de casa tem  sempre 2 batatas, faço uma panela grande, e a referir que faço sopa 3 vezes por semana… 😛 Quando se tem uma criança de 2 anos em casa que gosta de sopa, junto com os pais que também gostam… não há sopa que resista!

A de hoje foi assim:

201301242

Batata, cebola, abóbora, cenoura, alho e milho, que aqui na Argentina se usa muito na comida e sobretudo nas sopas. Em Portugal confesso que não tinha este hábito, mas dá um sabor muito bom à sopa, para não falar que em termos nutricionais fica bastante rica.

A juntar à panela falta a água, um pouco de sal e no fim um fio de azeite. Passar tudo e 4f haverá outra!;)

Desse lado temos fãs de sopa ou é sinal de guerra em casa? Sobretudo se houverem crianças? Gostava de obter algumas respostas!

Boa semana!:)